Secretaria inicia preparação para a Jornada Pedagógica 2013

O secretário da Educação do Estado da Bahia, Osvaldo Barreto, deu início, nesta terça-feira (05.01), aos preparativos para a Jornada Pedagógica 2013. A reunião de alinhamento aconteceu no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, e contou com a participação de coordenadores da educação básica e diretores das Diretorias Regionais de Educação da capital e demais municípios baianos. Este ano, a Jornada Pedagógica tem a meta de fortalecer as aprendizagens com a articulação dos projetos estruturantes.

 

Neise Soares/ASCOM IAT

O secretário Barreto citou como exemplos o Gestar, Ciência na Escola e Ensino Médio em Ação (EM - Ação), além do conjunto de projetos artísticos-culturais composto pelo Artes Visuais Estudantis (AVE), Tempo de Artes Literárias (TAL), Festival Anual da Canção Estudantil (Face) e Educação Patrimonial e Artística (EPA). “Buscamos a melhoria do Ideb, que, consequentemente, eleva a autoestima de todo mundo. Esse é um dos objetivos da articulação dos projetos da secretaria, que dialogam entre si para fortalecer aprendizagens prioritárias, com foco em língua portuguesa, matemática e nas ciências”, declarou o secretário, fazendo referência ao Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que será medido em 2013.

O coordenador de Educação Básica da Diretoria Regional de Educação de Eunápolis (Direc 8), Gutemberg Dias destacou a importância da jornada para a sistematização das ações da Secretaria. “É o nosso momento para afinar e articular ações. A preocupação com a qualidade da Educação é muito grande”. O educador também revelou a sua impressão sobre o tema escolhido para a Jornada 2013. “Agora, com o Paip (Projeto de Monitoramento, Acompanhamento, Avaliação e Intervençaõ Pedagógica), vemos que cada vez mais escolas têm aderido aos projetos estruturantes e isso tem ajudado muito os alunos, que são o nosso foco. Os projetos não podem parar porque o aluno abraça mesmo a causa”.

Durante o encontro, também foram considerados como avanços, que, este ano, devem refletir na educação da Bahia, a descentralização de R$ 46 milhões diretamente para as escolas, a fim de que sejam realizadas melhorias na infraestrutura; e o novo Portal da Educação, com o sistema Transparência na Escola, Boletim Online e mais de dois mil conteúdos educacionais.

 

2011 | Todos os direitos e conteúdos deste Portal são de uso compartilhado